Piracanga- vida e sustentabilidade

 

Foto Piracanga Cada um por si

Em uma sociedade onde o individualismo ganha cada vez mais espaço, e as redes sociais são um espelho do ego inflado da maioria dos usuários, um grupo de pessoas resolveu fazer o caminho inverso. Respeitar a biodiversidade, cuidar da vida espiritual, valorizar a qualidade de vida e manter a consciência ambiental, trocando uma rotina maçante, em busca de ganhar cada vez mais tranquilidade, perdendo o que nós chamamos de “qualidade de vida”, para voltar a viver com qualidade realmente!

Ecovila à moda antiga

Piracanga fica em Itacaré, na Bahia. É uma ecovila que vive, digamos, à moda antiga, há 11 anos e preserva a qualidade de vida. Bebidas alcoólicas, cigarro, drogas em geral, não são permitidas. A comunidade que está se formando lá, atualmente com cerca de 200 pessoas, mistura o respeito à natureza, sendo autossustentável, ao bom uso de recursos naturais e financeiros para o bem de todos.

Lugar Mágico!

O acesso à Piracanga não é fácil, mas o esforço vale a pena. Muitas pessoas têm trocado a vida cotidiana, com salário maior e toda aquela loucura que inclui despertador, horários, tráfego, engarrafamentos, barulho e estresse em geral, que a maioria de nós estamos acostumados, por esse lugar mágico. As pessoas não têm luz elétrica lá, e a ordem é: respeitar e conservar o meio ambiente. O modo de viver em Piracanga, é algo que lembra os bons costumes “de antigamente”.

Melhor qualidade de vida!

A comunidade é autossustentável e não recebe nenhuma ajuda do governo. A nova proposta do viver em Piracanga, tem encantado as pessoas, das mais diversas áreas profissionais, por ser um local onde o custo de vida é mais baixo em relação à vida nas grandes capitais e cidades tidas como polos empresariais, e claro, o benefício, no que diz respeito à qualidade de vida, é incomparável.

Mais dinheiro e menos humanidade!

A maioria das pessoas hoje, trabalha em prol do crescimento, que remete a ganhar mais e mais. E isso, acaba tornando as pessoas, totalmente dependentes do dinheiro. A qualidade de vida, diminui. As pessoas da família não convivem tanto, por saírem cedo, voltarem tarde e cansadas. As doenças aumentam, o valor gasto em planos de saúde e farmácia, também aumentam e assim, a vida cotidiana, faz da pessoa, uma panela de pressão, prestes a explodir.

Piracanga não tem água de rede de distribuição. A água que utilizam, é natural e recebe tratamento através de plantas aquáticas ou seja: eles não poluem a água, pois se o fizerem, eles mesmos serão os maiores prejudicados.

Modelo social: Simplicidade!

O conceito de vida em Piracanga é voltar a dar valor ao que hoje já não tem tanto valor assim. É voltar à convivência com as pessoas, voltar a uma dimensão totalmente diferente do tempo. Dizemos que o tempo voa! Mas voa mesmo? Ou somos nós que corremos demais? Deletar o individualismo, a dependência da internet e do ‘quanto mais, melhor, independente do quanto seja necessário trabalhar para isso’ – quando o assunto é dinheiro e acúmulo de riquezas. E dessa forma, voltar a ter qualidade de vida. Viver em um lugar onde o modelo social é a simplicidade! Em um lugar onde os modelos sociais não são  carros e grifes, mas onde o mais eficiente é aquele que consegue ter mais tempo para os próprios familiares e para si mesmo!

Um por todos e todos por um!

Existe o lucro financeiro, como toda comunidade, precisa ter para se manter e crescer. A verba, sai da atividade hoteleira, dos cursos, das escolas, massagens e existe um fundo comunitário, que paga as casas, as despesas e os salários de quem trabalha em prol do desenvolvimento sustentável comum, colocando as próprias habilidades a disposição de todos! Funciona como uma  verdadeira cooperativa: cada um faz a sua parte e todos ganham JUNTOS.

Deixe seu comentário!