Fuso Horário: Você sabe o que é isso?

Planisferio dividido em Fusos Horarios

Figura Demonstrativa dos diferentes fusos horários

Geralmente se ouve falar de fuso horário em dois momentos: um na escola, durante as aulas de Geografia e outro quando se realizam viagens para lugares, onde existe diferença de horários. Mas, afinal você já parou para pensar o que realmente significa este termo?

E quando você estudou o assunto lhe foi explicado como e por qual motivo existe o fuso horário, o que é o meridiano de Greenwich e a divisão em graus da terra? Se você não se recorda ou mesmo tenha faltado esta importante aula, o momento de se recuperar é agora!

O que é fuso horário?

Também conhecidas como zonas horárias são as 24 áreas nas quais se divide o planeta e cuja definição de tempo é seguida igualmente por todos. Como a Terra possui formato esférico e o seu movimento é feito pela rotação, quando uma parte dela está  iluminada pelo sol é considerada dia, e a outra parte que se encontra na sombra é considerada noite.

Este ciclo, só para relembrar as aulas de Geografia, dura 24 horas ou um dia e depois será reiniciado outro ciclo. Como a Terra possui uma dimensão de 360°  e se dividir pelas horas do dia, 24, o resultado será 15 que corresponderá a 60 minutos que é o mesmo que dizer 1 hora.

E, como o mundo possui 24 fusos horários, neste exato momento, as horas são diferentes em qualquer um desses lugares. Dessa forma, para organizar melhor, foi criado o marco zero, mais conhecido como o Meridiano de Greenwich.

O que é o Meridiano de Greenwich?

Greenwich é uma localidade próxima a Londres e que fica a leste da capital. Um meridiano se trata de uma linha imaginária que corta de um polo ao outro o globo terrestre. Como Greenwich possui uma ótima localização, passou a ser o marco zero e cabe a ele dividir a Terra em dois hemisférios: Ocidental e Oriental.

Deste modo, estipulou-se que partindo de Greenwich em sentido oriental, ou seja, indo para a direita do globo terrestre os fusos horários seriam aumentados em +1, +2, +3 e assim por diante conforme fosse avançando.

Por outro lado, se fosse  no sentido ocidental, ou seja, para a esquerda do globo terrestre os fusos horários sofreriam  um decréscimo de  -1, -2, -3  e assim por diante. Quando você vê em computadores ou outros dispositivos GMT-03 que, geralmente vem acompanhado da frase “Fuso horário de Brasília” significa dizer que estamos a menos 3 horas do horário oficial de Londres.

Por que existe o Fuso Horário?

Para facilitar tanto a localização exata, como para que possamos organizar uma viagem. O Brasil pelas suas dimensões, ainda que tenha como horário oficial o de Brasília, possui ainda mais 2 fusos horários: UTC-02 de Fernando de Noronha e UTC-04 do Amazonas.

Deste modo, quando for viajar para alguma dessas regiões é importante lembrar que haverá diferença de horário.

Para ter uma ideia, antes de ser criado o Fuso Horário, como hoje conhecemos, havia muita confusão sobre o reconhecimento dos horários locais. Muitos viajantes procuravam se orientar pelo posicionamento do sol para obterem a hora exata. Assim sendo, quando os raios do sol estavam perpendiculares ao solo, naquele momento, os relógios deveriam ser acertados, para às 12 horas (meio dia).

Como surgiu o fuso horário?

Depois de várias tentativas, algumas que pareceram certas por pouco tempo e outras infrutíferas, eis que surgiu a proposta, em 1878, do senador do Canadá Sanford Fleming de se adotar um sistema internacional de fusos horários.

O que ele pensava naquela época é o que já conhecemos, ou seja, a sua ideia foi aceita após o estudo ter sido publicado em uma edição do jornal do Instituto Canadá de Toronto. Em 1883, a ideia foi aprovada nos Estados Unidos e, no ano seguinte, passou a ser um sistema padronizado após a realização da Conferência Internacional do Primeiro Meridiano, em Washington, nos Estados Unidos.

A “hora” certa

O sistema internacional de fusos horários facilitou a movimentação de pessoas em várias partes do mundo, além de estabelecer uma boa comunicação entre pessoas que estejam em fusos horários diferentes que estão conversando por telefone ou pela internet, ou quando vão acompanhar algum evento em “tempo real”.

Então para não perder a hora, aproveite para compartilhar este artigo nas suas redes sociais.